conteúdo negro importa

/ sexta-feira, junho 19, 2020 /
E sempre importou.
Sempre vai importar.
Sempre.

Nas últimas semanas, diante de todas as manifestações #blacklivesmatter, me vi mergulhada em conteúdo produzido por autoras, compositores, artistas e inúmeros, incontáveis, inspiradores talentos.

Não fiz nenhum post #BlackoutTuesday, mas fiz uma listona de todo esse conteúdo foda, de pretos e pretas que tão fazendo acontecer há um tempão, desde que o mundo é mundo.

Para acessar a lista, basta clicar na imagem abaixo. E caso tenha algum conteúdo para indicar, por favor, comente na própria lista.

10 álbuns que me influenciaram

/ sábado, maio 23, 2020 /
O ano é 2020, mas me marcaram num desafio no Facebook e quis participar. A proposta era de compartilhar 10 álbuns que influenciaram e definiram meu gosto pela música. Sem explicações ou reviews, apenas a capa dos discos.


Esse desafio me instigou a ouvir todos esses álbuns, de cabo a rabo, e fiz o exercício árduo de escolher uma música de cada.

Ex-Factor - The Miseducation of Lauryn Hill (1998)


Bohemian Rhapsody - A Night at the Opera (1975)


From The Inside - Meteora (2003)


Everlong - The Colour and the Shape (1997)


Corazon Espinado - Supernatural (1999)


Starman - The Rise and Fall of Ziggy Stardust and the Spiders from Mars (1972)


Ten Long Years - Riding with the King (2000)


1979 - Mellon Collie and the Infinite Sadness (1995)


A Praieira - Da Lama ao Caos (1994)


Menina Mulher da Pele Preta - A Tábua de Esmeralda (1974)


Óbvio que com o tempo fui lembrando de vááários outros álbuns que me influenciaram pra caramba, mas beleza, taí o exercício de ouvir todos de novo e de novo.

becoming

/ terça-feira, maio 19, 2020 /
Logo eu, que não sou fã de biografia - muito menos de autobiografias -, caí nessa aí. E um tombo nunca valeu tão à pena.


Becoming descreve muito sobre ela, sobre sua perspectiva não só como a 46.ª primeira-dama dos Estados Unidos, mas como mãe, mulher, negra, filha, irmã e ser humano em construção.

E depois de me encantar ainda mais com Michele, Netflix me fez o favor de lançar o documentário. Então, assim, a sequência é livro e documentário, ok? Ok.