a internet está assassinando a gentileza

/ sexta-feira, junho 10, 2016 /
A real é que a conversa olho no olho parece nos exigir uma dose obrigatória de empatia; por outro, o teclado tornou-se a ferramenta preferida para soltar o verbo sem pensar em como isso atinge o próximo. Tudo parece vir sem filtro e, se adicionarmos uma pitada de ironia e sarcasmo, temos o retrato de pelo menos metade do que lemos todos os dias nas redes sociais.


Ler os comentários de algumas notícias parece colocar uma lupa sobre a ignorância (em todos os sentidos). E parece mesmo que não há Lexotan que dê jeito nesse nível de esquizofrenia.