moda ética?

/ quarta-feira, janeiro 16, 2013 /
O desafio de buscar materiais e processos menos impactantes ao ambiente é comum a todas as indústrias de bens de consumo. Portanto, quando a pergunta é sobre sustentabilidade na moda, o buraco é mais embaixo.
Quem acompanha noticiários sabe que está cada vez mais difícil estar na moda sem deslizar em uma gafe ética. Podemos citar o impacto sobre um caso envolvendo a Zara, peça principal de um escândalo de trabalho escravo.

Mas, você aí, quer acompanhar as últimas tendência sem se sentir culpado por isso? Vos apresento uma ótima alternativa: Fashioning Change.

Funciona assim: primeiro, você faz login utilizando uma conta no Facebook, ou através de um e-mail pessoal. Feito o login, você insere informações sobre determinadas marcas, o estilo de roupa que mais usa, adiciona as suas medidas e faixa etária. Dá até para escolher uma personalidade como referência, o site sugere diversos estilos, que vai de Jennifer Aniston à Michelle Obama. Depois, com base nesse questionário e em uma lista das causas de caridade de sua preferência (educação, criança, saúde, ecologia...), o site apresenta versões mais éticas para as peças das últimas coleções produzidas por lojas como Zara, Nike, Calvin Klein, entre outras grandes grifes.


Segundo o próprio site, mais de 35 mil intervenções – nome dado às trocas de produtos de marcas famosas por compras mais sustentáveis – já foram realizadas.

Interessante. Afinal, nada melhor do que, além de estar na moda, estar com a consciência livre.

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário