de janeiro pra cá

/ terça-feira, julho 31, 2012 /
Nada sobre coisas diferentes e interessantes que encontro por aí na internet, este post será uma espécie de "nota mental" para eu apontar algumas mudanças que fiz e pretendo fazer.
Uma mudança bem visível, aos leitores deste humilde espaço: o blog. Mudei o layout, consegui acrescentar uma coisa ali, outra aculá. Achei que ficou bem legal.

Agora, a maior e principal mudança ainda está por vir...

Em fevereiro pedi demissão do meu emprego para me dedicar à novos projetos. Queria me focar nos estudos, tirar um tempo para organizar a vida, ou pelo menos tentar. Mas não foi fácil. Ao invés de me focar, eu acabei me distraindo com coisas que, se eu pudesse voltar no tempo, nem cogitaria a hipótese de repetir. Bom, mas isso não vem ao caso. A questão é que agora eu estou 100% concentrada em colocar meus planos em práticas! Tô chegando nos 20 anos e, sinceramente, isso está começando a me preocupar. Já está na hora de tomar algumas decisões de gente grande, me dedicar ao agora, no que eu posso fazer em relação aos estudos e a minha carreira profissional. Sabe, aquela história de colher os frutos lá na frente.

Comecei me afastando de pensamentos, coisas e até mesmo de pessoas que não me fazem bem. Sim, é necessário abrir mão de certas coisas para ir adiante. Afinal, se você der um passo à frente, inevitavelmente algo fica para trás. E confesso que essa não foi a tarefa mais difícil até o momento. Ou eu tenho o dom do desapego ou sei lá.

Mas, continuando. Às vezes eu acho que não vou conseguir realizar tudo o que desejo. Às vezes acho que o que eu sonho não é pra mim. Até que, quando eu mesmo espero, meu desejo se torna realidade. E, vou dizer, nos últimos 6 meses isso tem acontecido, e muito! Não acredito que isso seja sorte, até porque eu não acredito em sorte. Na minha opinião, ter "sorte" é, na verdade, ter preparo + oportunidade. Então, o que me falta é ser um pouco mais confiante e um pouco mais ousada, eu diria.

Contudo, a melhor ferramenta usada até agora foi a FÉ. Apesar de desconfiar de quase tudo, ser intrigada com determinadas situações, no fundo, bem lá no fundo, eu sempre tive fé. Fé em mim. Fé de que o que eu fiz até hoje está valendo a pena, e de que seria reconhecida por isso. FÉ EM DEUS. E olha que eu nunca fui muito religiosa... mas ter fé de que tem uma força maior ali, que acredita em você, te faz criar um coragem e uma confiança descomunal. Você passa a acreditar em si próprio, mesmo que seja só um pouquinho.

Bom, agosto está aí! Logo volto de férias para a faculdade. Logo estou trabalhando de novo. E sonhando com ainda mais coisas. E aprendendo mais. E crescendo mais. E realizando os meus desejos, mais e mais.

3 COMENTÁRIOS:

{ ricardo alves } on: 2 de agosto de 2012 09:49 disse...

um bom caminho de reflexão e perseverança você está seguindo...
saudações!!!

{ Marina } on: 2 de agosto de 2012 14:17 disse...

Gabriela, adorei o post... mas fiquei chocada com a parte dos 20 anos, achava que você era mais velha!!! Olha, eu, que já estou quase nos 30 te dou um conselho (sim, ele é de graça mas é bom!): se arrisque e não tenha medo de fracassar. Eu deixei de fazer muita coisa porque tinha medo de que tudo desse errado, morria de vergonha, ficava tensa, me sentis desconfortável, achava que "isso é muito pra mim" e por aí vai. As poucas vezes em que me arrisquei e fiz as coisas que queria mesmo fazer, tive bons resultados. Algumas vezes me dei mal, mas hoje em dia estou em paz porque eu pelo menos tentei, né? Já passei por uma seleção para o teatro do Palácio das Artes e fracassei. Já tentei escrever uma coluna que acabou "morrendo", já tranquei meu curso pra estudar design (e depois voltei pra ele com o "rabinho entre as pernas"), já pedi transferência no meu trabalho e fiquei pior do que antes... mas também aconteceram coisas ótimas: fiz um concurso emsmo antes de estar formada que eu julgava ser impossível de passar e passei (devo meu trabalho atual a isso), apostei num relacionamento à distância que deu super certo e que me fez crescer um monte, escrevi uma monografia que eu achava tosca e tirei 10 na apresentação pra banca (numa área super nova pra mim), comecei um blog estranho e isso me fez conhecer pessoas excelentes... enfim... o medo de errar me prejudicou mais que os erros que eu cometi. Um abraço pra você e boa sorte com todos os seus planos. Às vezes a gente acaba fazendo coisas muito diferentes do que imaginou e é ótimo!

Marina

{ Cris } on: 26 de agosto de 2012 15:33 disse...

Adorei o seu blog, Gabriela! Você escreve bem, seus temas são interessantes e seu humor é muito bacana. Nada de desistir dos sonhos, viu menina? Só realiza quem sonha, e claro, quem põe a mão na massa para transformar o desejo em realidade. Quero aproveitar e agradecer a visita ao meu blog. Fiquei toda contentinha. Felicidades para você!

Postar um comentário